quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Degustação: Consorcio de Produtores Baden-Wurttenberg

Mais uma vez 05 bravos blogueiros se reuniram para uma degustação. Dessa vez organizada pelos amigos Jeriel da Costa e Beto Duarte que contaram com o apoio do Empório & Bistrô Vila Buarque. Os outros blogueiros eram o Daniel e o gde João Filipe Clemente.
Administrado por uma "figuraça" conhecida por Marcelo di Morais, você já pode ter ouvido falar dele... Bom o atencioso Marcelo nos proporcionou uma bela mesa com queijos, pães e patês, ótima massa para fechar o jantar e ainda serviço descontraído e ágil.
O mais legal porém sería a degustação que manteve aquele clima de amizade e mais informal dos nossos encontros. O vinho é o centro das atenções e não uma chatice técnica...
Com o apoio do Consorcio de Produtores Baden-Wurttenberg degustamos 05 vinhos alemães, que no meu caso pessoal me faz lembrar da minha infância e do meu querido pai que sempres tinha suas garrafas de brancos alemães a mesa, e não eram de garrafa azul...
O primeiro da noite foi o Dyade 52 Premium Range Pinot Grigio 2008 que infelizmente estava digamos estranhamente evoluído para tal cepa e safra. Uma pena pois o Jeriel já havía provado e nos garantiu que é um bom vinho. Não pudemos saboreá-lo como gostaríamos.
Seguimos então para o Dyade 52 Winemaker’s Edition Riesling 2008, um vinho interessante com uma nariz frutado e intenso e boca prazerosa mas ligeira. Pode ser o vinho de entrada de um jantar com os amigos ainda mais se for para acompanhar aquela salada de folhas...
O terceiro vinho da noite foi o mais típico, o Dyade 52 Connoisseur’s Choice Riesling 2008 apresentou aquele nariz complexo e intenso com nota mineral dominante e ainda os nuances florais e das características frutas cítricas. A boca confirmou com um ataque marcado pela acidez e final persistente. Ótima escolha para acompanhar pratos a base de camarão... Vinhaço!
O quarto vinho era um Pinot Noir, os Pinot's alemães tem crescido no mundo e eu já estava curioso! O Dyade 52 Premium Range Pinot Noir 2008 apresentou um típico nariz de Borgonha, com notas secundárias e terciárias, como estrebaria e terrosos além da fruta vermelha característica. De persistência aromática impressionante ficou um pouco aquém na boca. Apesar de bom equilíbrio e madeira bem integrada ao conjunto mostrou um final fugaz...
Fechamos com um Dyade 52 Connoisseur’s Choice Lemberger 2007, Lelberger é o nome desta cepa autoctone alemã, um vinho diferente que vale ser provado para sairmos do quadrado. Nariz de boa intensidade com toque herbáceo, mentolado... Na boca os taninos eram sedosos e o vinho saboroso.
Ainda tivemos dois franceses gentilmente cedidos pelos Marcelo para brindarmos a noite. Mas eles ficam para outro post...
Forte Abraço!

2 comentários:

  1. muito bom esse vinho, bom corpo, taninos presentes aroma de cereja, com toque de especiarias, no entanto é um vinho dificil de encontrar, no mercado, eu encontrei algumas garrafas no macro Campinas, e uma garrafa em Rio Claro barraca mineira. gosto desse vinho desde que degustei pela primeira vez,estou sugerindo aos vendedores pra que não deixe faltar esse maravilhoso vinho, um abraço, a Paz.

    ResponderExcluir
  2. Casino in Las Vegas: Guide & Info on the Best Casinos in
    Find a casinosites.one Casino in septcasino Las Vegas and play 바카라 사이트 games like หารายได้เสริม blackjack, roulette, craps and more! We've got the complete gaming experience, septcasino exclusive restaurants,

    ResponderExcluir

Algum comentário? Fique a vontade!